Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Em Português


Escritores manifestam-se contra um desalojamento de palestinos

Miércoles, 04.09.13

Ao lermos a notícia que abaixo reproduzimos, publicada no El País, recordamos a última entrada do Caderno de José Saramago, de 2 de junho de 2010, no dia em que a Flotilha da Paz que pretendia romper o cerco a que estava submetida a Faixa de Gaza foi atacada pelo exército israelita. Nesse dia, José Saramago deixou escrito Obrigado, Mankell, um agradecimento ao escritor sueco que integrava a dita Flotilha, assinalando a presença de um escritor, da cultura, na intervenção política e de cidadania.

Cinco escritores galardonados con el Premio Nobel de Literatura se acaban de sumar a la campaña emprendida por una treintena de autores israelíes para defender a las poblaciones palestinas del área Masafer-Yatta, al sur de Hebrón (Cisjordania), un grupo de 12 aldeas que el Ejército de Israel quiere desalojar para crear un campo de tiro, la llamada Zona de Fuego 918. La pelea lleva 13 años en los tribunales pero está en la fase final de resolución, de ahí que ahora se esté haciendo más presión para convencer a los jueces de que debe acabar el “acoso incesante” a las familias, que mantienen vivo “un modo de vida único” y contra las que se aplica una “política vergonzosa” de ocupación, según el comunicado de los intelectuales.

La iniciativa fue lanzada a principios de verano por David Grossman, uno de los escritores israelíes más reconocidos, y avalada por otros novelistas locales con proyección internacional, como Amos Oz y A.B. Yehoshua. Ayer, 50 autores de todo el mundo avalaron su llamamiento “a quien todavía sea capaz de escuchar”. Entre los nombres destacan los cinco Nobel: Mario Vargas Llosa, J.M. Coetzee, Orhan Pamuk, Herta Müller y Seamus Heaney -que añadió su firma antes de morir, el pasado 30 de agosto-. En la lista sólo hay un nombre español, el de Javier Cercas, y dos referentes latinoamericanos, el argentino Juan Gelman y el uruguayo Eduardo Galeano. Les acompañan norteamericanos como Philip Roth, Joe Sacco o Junot Díaz, británicos como John Le Carre, Ian McEwan y Julian Barnes o italianos como Roberto Saviano o Alessandro Baricco. 

Continuar a ler...
(foto:  Civiles palestinos y soldados israelíes en Hebrón. / ABED AL HASHLAMOUN (EFE))

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Fundación Saramago

"Enemy" bien ricibido en el Festival de Cine de Toronto

Miércoles, 04.09.13

 

Isabella Rossellini, a atriz que desempenha o papel de mãe de uma das personagens do "Homem duplicado" em "Enemy" de Denis Villeneuve, adorou o filme, que viu pela primeira vez na estreia, no dia 8 de setembro, no Festival Internacional de Cinema de Toronto.
"Ontem foi a primeira vez que vi o filme. Adorei. Achei que é original, surreal e assombrado. Já não vejo Toronto com os mesmo olhos. Sempre pensei nela como uma cidade limpa e banal. Agora vejo-a pelos olhos de Denis, como um lugar assombrado. É extraordinário como ele fotografou a arquitetura da cidade e a fez parecer tão ameaçadora."
O que encanta Rosselini são os duplos sentidos que caraterizam o filme.
"Por vezes vemos filmes sobre ambiguidades e imagina-se o que se passará de facto. Mas graças a Denis este é muito claro. Sabemos sempre qual das duas personagens o Jake está a desempenhar, e mesmo assim isso mexe com a nossa cabeça. Pensei numa pintura do Magritte onde se vê um cavalo a passar no meio das árvores e de repente pensas 'espera aí, as árvores estão a atravessar o cavalo!'. Adoro a subtileza do filme, Fez-me pensar em Kafka. É muito metafísico, mas é também um thriller sólido. Fez-me saltar da cadeira no final."
Rosselini considera que Villeneuve partilha outra qualidade com alguns dos maiores realizadores que conheceu: "É frequente haver uma grande disparidade entre o estilo pessoal de um realizador e os filmes que faz. David Lynch fez filmes bizarros e surrealistas, mas a alcunha dele no plateau era 'menino de coro" porque parecia tão, tão doce. Denis também é enganador. É a pessoa mais calorosa, simpática, infantil, mas o seu filme é gelado e fantasmagórico."
O filme está selecionado também para o Festival de San Sebastián, de 20 a 28 de setembro.

A obra tem como protagonista - em duplicado - o ator Jake Gyllenhaal e é uma coprodução hispano-canadiana, tendo como autor do argumento o espanhol Javier Gullón. É o mais recente trabalho de Denis Villeneuve, e é referido no site do Festival de San Sebastián como um thriller que explora a mente de um homem em crise. Adam é um professor que leva uma vida monótona até que descobre a existência de Anthony, um ator de pouco relevo que é fisicamente igual a ele. Nos papéis femininos, destacam-se Sarah Gadon, Mélanie Laurent e Isabella Rossellini

No livro de José Saramago, publicado em 2002, Tertuliano Máximo Afonso, professor de História, descobre que tem um sósia chamado Daniel Santa-Clara, um ator de filmes de segunda categoria, facto que desencadeia o questionamento da sua identidade.

 

Toronto International Film Festival

Screen Daily

The Star/ Entrevista a Isabella Rossellini

CBC news

Daily Mail Toronto

Fotos da estreia

The Holllywood Reporter

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Fundación Saramago

Nuevas ediciones en Brasil recibidas con emoción en Belén y en Río de Janeiro

Martes, 03.09.13

Os livros "Da estátua à pedra e discursos de Estocolmo" e "Democracia e universidade" (capas na foto) tiveram sessão de lançamento muito concorrida e calorosa na Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro na tarde deste domingo, 1 de setembro, com a presença de Pilar del Río, presidenta da Fundação José Saramago.

Os dois livros foram publicados no Brasil pela Editora da Universidade Federal do Pará (EdUFPA), e tinham sido apresentados ao público no dia 30 de agosto, numa sessão que contou com quase um milhar de pessoas, que puderam ver a exposição de fotografias de João Francisco Vilhena em Lanzarote. Pilar del Río proferiu uma conferência (ver link abaixo) e a atriz Vera Barbosa fez leituras de textos de Saramago, envolvendo o público numa forte emoção.

"Da estátua à pedra e discursos de Estocolmo” contém uma conferência que Saramago proferiu na Universidade de Turim, Itália, em abril de 1998, num seminário em que especialistas de vários países se juntaram para falar da sua obra. Trata-se de uma reflexão, de improviso, sobre o ofício de escrever, e está publicada em Portugal pela undação José saramago sob o título "A estátua e a pedra". Foi já depois desta publicação que Pilar del Río encontrou uma versão corrigida pelo próprio Saramago, que alterava o próprio título. No mesmo volume da edição brasileira, encontram-se os Discursos de Estocolmo, proferidos aquando da entrega do Prémio Nobel da Literatura, em 1998.

"Democracia e universidade” junta duas conferências, a primeira proferida em 2005 na Universidade Complutense de Madrid, Espanha, e “Verdade e ilusão democrática”, lida em abril de 2003, no Chile, durante o ciclo “Las conferencias de la Moneda”.

Vicente Cecim em O Liberal

Globo/Portal G1

Conferência de Pilar del Río

Portal da UFPA

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Fundación Saramago

Visitantes de la Casa dos Bicos leen José Saramago (43)

Martes, 03.09.13

Gracias, Cláudia!

Lea más sobre Todos los nombres.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Fundación Saramago


Pág. 4/4





Destacados

Ver todas las noticias

Amigos de la Fundación José Saramago


Librería/Tienda de la Fundación José Saramago


Además


Sonidos de la Fundación


Blimunda


Serviço educativo



La Fundación
Somos lo que dice el documento José Saramago firmado en Lisboa el 29 de junio de 2007. Somos la Fundación José Saramago.
Más información | E-mail

Buscar

Pesquisar no Blog  

La Casa dos Bicos

La Casa dos Bicos, edificio del siglo XVI situado en la calle Bacalhoeiros, Lisboa, es el hogar de la Fundación José Saramago.

La Casa dos Bicos se puede visitar de lunes a sábado de 10h a las 18h (última entrada a las 17h30m).
Leer más


A Casa José Saramago en Lanzarote

La casa hecha de libros se puede visitar de lunes a sábado de 10h a las 14h30. También se puede caminar virtualmente, aquí.

Reciba nuestro boletín de noticias


#saramago no Twitter



Archivo mensual

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

TripAdvisor

Parceiros institucionais:

Parceiro tecnológico:

Granta