Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Em Português


"Saramago para miúdos" no Jornal de Letras

Martes, 01.10.13

"- Consegues ver? - Não, não vejo nada. - Mas vê-se daqui! Sobe! O Carapinha sobe dois rochedos e coloca-se por trás do ombro esquerdo do Ruivo. - Espera! Naquela ilha que vem a descer o rio? - Sim - o Ruivo ri. Tem uma gargalhada feliz, timbrada, apesar da voz fininha, quando fala. - Bem, aquilo parece uma ilha, mas olha que é só uma jangada. É feita de pedra e coberta de cinza. É lá que vive o Mago, num sossego perfeito: - O José? - O José!" E este José, como todas as pistas indicam, é Saramago, o nosso Nobel explicado às criancinhas, como diria Mário Cesariny. A explicação é dada pelas conversas dos dois amigos Carapinha e Ruivo e mostrada aos olhos de um terceiro amigo: o leitor. O desafio é descobrir a escrita mágica de José e aprender o que é "maguear", que é como quem diz, "tentar pôr as palavras certas nas bocas das pessoas", descendo e subindo o rio grande da sua jangada de pedra. Sendo mago, José vê o que mais ninguém consegue ver e entende o que aos outros parece inexplicável. Claro que o José da história, 'perseguido' pelos dois amigos, sabe que as palavras por si não mudam o mundo, mas também sabe que "uma boa palavra, dita no momento certo, pode entrar nos outros e provocar gestos, ações".

De palavra em palavra, de história em história, de caminho em caminho, de rio em rio, Carapinha e Ruivo vão desvendando o 'mistério' Saramago. A ajudar, as lindíssimas ilustrações de Isabel Beleza. Destinada a crianças com mais de 7 anos, a obra revela como as palavras se devem sempre apoiar no coração, para saírem com a ressonância das coisas genuínas. Uma 'lição' para gente de todas as idades. O título pergunta, o texto tenta responder. José, será mago? é o primeiro de uma série de contos dedicados "a grandes domadores de palavras", pessoas que viveram e vivem para "nos alargarem horizontes", ou como escreve o autor Mário Joao Alves: Gente quase como nós, que é obrigatório conhecer e saborear".

FCR, Jornal de Letras, 18 de setembro de 2013

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Fundación Saramago





Destacados

Ver todas las noticias

Amigos de la Fundación José Saramago


Librería/Tienda de la Fundación José Saramago


Además


Sonidos de la Fundación


Blimunda


Serviço educativo



La Fundación
Somos lo que dice el documento José Saramago firmado en Lisboa el 29 de junio de 2007. Somos la Fundación José Saramago.
Más información | E-mail

Buscar

Pesquisar no Blog  

La Casa dos Bicos

La Casa dos Bicos, edificio del siglo XVI situado en la calle Bacalhoeiros, Lisboa, es el hogar de la Fundación José Saramago.

La Casa dos Bicos se puede visitar de lunes a sábado de 10h a las 18h (última entrada a las 17h30m).
Leer más


A Casa José Saramago en Lanzarote

La casa hecha de libros se puede visitar de lunes a sábado de 10h a las 14h30. También se puede caminar virtualmente, aquí.

Reciba nuestro boletín de noticias


#saramago no Twitter



Archivo mensual

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

TripAdvisor

Parceiros institucionais:

Parceiro tecnológico:

Granta