Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Em Português

16 de novembro, Dia do Desassossego

Viernes, 15.11.13

O Dia do Desassossego é uma ocasião para sair à rua com um livro na mão e ler em lugares públicos, de tal forma que o desassossego das ideias penetre a vida social ao mesmo tempo que fortalecemos o pensamento para combater o desânimo e a depauperação a que nos submetem. Ler para contemplar o espetáculo do mundo de outra perspetiva, para intervir e reforçar os argumentos de bem comum, próprios de seres humanos que se respeitam e honram a sua condição de cidadãos. O Dia do Desassossego é um dia de militância ativa, cada pessoa com um livro, muitas com muitos livros.

O Livro do Desassossego, de Fernando Pessoa, O Ano da Morte de Ricardo Reis, de José Saramago, são entre outras, boas propostas de leituras para essa jornada, mas qualquer livro que reflita sobre o nosso tempo ou as nossas profundas incertezas será uma magnífica opção. Trata-se de ler nas praças e ruas de Lisboa, povoando-as da vida que os livros contêm. Também os livros mais amados das nossas bibliotecas beneficiarão do ar da rua e da nova respiração que nós, os leitores, lhes outorguemos.

Enchamos Lisboa e as nossas cidades de livros. Leiamos na rua, em voz alta ou em silêncio.

Leiamos para nos reconhecermos, para nos reforçarmos, para sermos mais lúcidos e independentes. Leiamos para nos conquistarmos.

Consultar programa completo
Ler no Scribd

 

Jornal i/Lusa

Agencia Xinhua

Hardmusica

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Fundación Saramago

Maria Bethânia lleva Fernando Pessoa a Paraty

Sábado, 06.07.13
"Fernando Pessoa é o poeta da minha vida. Ele sustenta a minha respiração. Segura o ritmo desassossegado do meu coração. Eu leio Pessoa como se eu fosse sua autora, de tanto que ele me traduz", disse ontem, na Flip (Feira Literária Internacional de Paraty) a cantora Maria Bethânia, uma das mais importantes vozes da música brasileira. Ao lado da crítica literária Cleonice Berardinelli, grande amiga de José Saramago "Dona Cleo", Bethânia participou numa mesa sobre o poeta do desassossego.
Para mais sobre Pessoa na Flip leia http://www.flip.org.br/noticiasdetalhe2013.php?id=834 e http://oglobo.globo.com/blogs/prosa/posts/2013/07/05/fernando-pessoa-meu-red-bull-diz-maria-bethania-502532.asp

A 11ª Flip termina amanhã.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Fundación Saramago

Poema Bar, de Alexandre Borges e João Vasco na Casa dos Bicos

Martes, 11.12.12

Um piano, uma voz. Fernando Pessoa e Vinicius de Moraes

Fechando o ano de actividades na Fundação, e em comemoração dos 90 Anos de José Saramago, a Casa dos Bicos recebe, nos dias 18 e 19 de dezembro, o ator Alexandre Borges e o pianista João Vasco para dois recitais de poemas de Fernando Pessoa e Vinicius de Moraes.

As entradas são pagas, com um custo de 6,00 € por pessoa, e o valor resultante da bilheteira reverte na totalidade para a Associação Tempo de Mudar: www.atm.org.pt.
Os bilhetes podem ser comprados na Casa dos Bicos, de 2.ª a 6.ª feira, das 10 às 17h30 horas, e aos sábados, das 10 às 13h30.

Aqui deixamos uma apresentação do espetáculo:

Sob a égide de Vinicius de Moraes e Fernando Pessoa, “Poema Bar” celebra a poesia e a música de Portugal e Brasil. Ao som de canções e harmonias brasileiras e portuguesas, algumas das mais belas palavras destes poetas serão ditas e cantadas pelas vozes do actor Alexandre Borges, acompanhadas pelo piano de João Vasco. “Poema Bar” foi apresentado em Lisboa, Coimbra, Colónia, Berlim, Rio de Janeiro, Natal, Araçariguama e Estado de São Paulo, tendo o sucesso destas apresentações já garantido o regresso do espectáculo a outras cidades destes países. No horizonte estão também novas actuações junto de outras comunidades lusófonas. "Poema Bar” abraça a cultura, vivências e afectos destes povos irmãos, provando que, afinal, o mar nos une mais do que nos separa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Fundación Saramago

...

Lunes, 13.02.12

Fernando Pessoa é "um poeta português sem sotaque". Esta frase é dita a brincar por Carlos Felipe Moisés, o curador brasileiro da exposição Fernando Pessoa - Plural como o universo, que já pode ser visitada na Fundação Gulbenkian e assinala o Ano do Brasil em Portugal.

A exposição foi criada originalmente para o Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo, onde esteve no ano passado, numa colaboração com a Fundação Roberto Marinho. Passou depois pelo Centro Cultural dos Correios, no Rio de Janeiro, atingindo os 400 mil visitantes no Brasil, e chega a Lisboa numa versão aumentada e com mais espaço expositivo.

"Esta é a melhor das três [versões da exposição]", afirma ao P2 Carlos Felipe Moisés durante uma visita guiada para jornalistas. "O espaço na Gulbenkian é mais generoso, o que permitiu que a concepção cenográfica fosse realizada na íntegra. Tanto em São Paulo como no Rio havia limitações de espaço físico. Em Lisboa podem ser vistos manuscritos e originais a que no Brasil não tínhamos acesso. O famoso quadro de Almada Negreiros está aqui, em São Paulo só tínhamos uma reprodução." Na Gulbenkian está também a famosa arca de madeira do poeta, que foi cedida para a exposição pelo anónimo que a arrecadou, em leilão, em 2008. "O visitante dessa terceira versão da exposição é privilegiado, tem essa exposição na melhor forma possível", acrescenta o curador brasileiro.

Numa das vitrinas, de uma das várias salas ocupadas pela exposição até ao dia 30 de Abril, vê-se uma folha de papel branco, que pertence ao espólio do poeta na Biblioteca Nacional de Portugal (BNP), onde Fernando Pessoa (1888-1935) escreveu a frase: "Sê plural como o universo!" Foi a partir desse manuscrito que nasceu o título "Plural como o universo", que, como explica o outro curador da exposição, Richard Zenith, tradutor especialista em Pessoa que vive em Lisboa, remete para a multiplicidade que conhecemos em Pessoa. "Era um escritor que estava sempre em movimento e defendia que uma pessoa com uma mente activa não se podia fixar numa só opinião. Por isso, Pessoa se contradiz. Não acreditava na Verdade, para ele havia muitas verdades, com pontos de vista diferentes talvez se pudesse chegar a algum lado."

Os curadores quiseram mostrar que "Pessoa é um poeta para todos" e fazer uma exposição para todas as idades. A exposição é lúdica, interactiva e labiríntica: não tem um percurso marcado para que os visitantes se aventurem no seu espaço. "Em São Paulo e no Rio de Janeiro, o que aconteceu [nas visitas à exposição] é que as pessoas davam conta de que são tão plurais, em potência, como Fernando Pessoa", diz Carlos Felipe Moisés.

Basta olhar em volta para nos virem à memória pedaços de poemas esquecidos. "Nunca conheci quem tivesse levado porrada. Todos os meus conhecidos têm sido campeões em tudo", do Poema em linha reta de Álvaro de Campos. Ou ainda, "Pertenço a um género de portugueses/Que depois de estar a Índia descoberta/ Ficaram sem trabalho", de Opiário também de Álvaro de Campos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Fundación Saramago





Destacados

Ver todas las noticias

Amigos de la Fundación José Saramago


Librería/Tienda de la Fundación José Saramago


Además


Sonidos de la Fundación


Blimunda


Serviço educativo



La Fundación
Somos lo que dice el documento José Saramago firmado en Lisboa el 29 de junio de 2007. Somos la Fundación José Saramago.
Más información | E-mail

Buscar

Pesquisar no Blog  

La Casa dos Bicos

La Casa dos Bicos, edificio del siglo XVI situado en la calle Bacalhoeiros, Lisboa, es el hogar de la Fundación José Saramago.

La Casa dos Bicos se puede visitar de lunes a sábado de 10h a las 18h (última entrada a las 17h30m).
Leer más


A Casa José Saramago en Lanzarote

La casa hecha de libros se puede visitar de lunes a sábado de 10h a las 14h30. También se puede caminar virtualmente, aquí.

Reciba nuestro boletín de noticias


#saramago no Twitter



Archivo mensual

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

TripAdvisor

Parceiros institucionais:

Parceiro tecnológico:

Granta